terça-feira, 8 de maio de 2007

Planejamento: visão geral resumida

Agora que já conhecemos o processo de estimativas e algumas das métricas utilizadas, vejamos um exemplo de como podemos realizar o planejamento.

A figura a seguir mostra uma visão geral do planejamento.

Com base no modelo de processo de software podemos definir as atividades que precisam ser realizadas. Estas atividades devem ser organizadas em uma estrutura de divisão do trabalho (WBS - Work Breakdown Structure).

Para cada uma das atividades estão definidos os artefatos resultantes e podem ser realizadas estimativas de tamanho destes resultados. Por exemplo, o número de linas de código fonte de uma atividade de codificação ou o número de elementos de diagrama em uma atividade de modelagem.

Com as atividades definidas, pode-se montar a equipe de software. Dados históricos podem indicar as estimativas de produtividade dos membros desta equipe nas atividades definidas no WBS.

As estimativas de tamanho do software podem ser utilizadas para o cálculo das estimativas de esforço para cada atividade. Este valor permite que a alocação pessoa-atividade seja mais eficiente. Por exemplo, para tarefas com maior esforço, pode-se dividir as tarefas entre vários membros da equipe de forma a encurtar o prazo de conclusão da atividade (veja mais informações no post anterior).

Com as estimativas de esforço e a alocação pessoa-atividade, podemos elaborar o cronograma e o orçamento do projeto.

O cronograma deve incluir a definição dos marcos, a análise do caminho crítico através de técnicas PERT/CPM e o diagrama de Gantt.

Os gastos com pessoal são fundamentais para o orçamento do projeto. Assim, apenas com a definição do cronograma é que se pode concluir o orçamento. Além dos custos de RH, não se pode deixar de incluir os custos com equipamentos, ferramentas, infra-estrutura e outros. Veja mais sobre custos.

Nenhum comentário: